PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Eleição em Câmara de Vereadores no Maranhão é marcada por confusão

A eleição da nova diretoria da Câmara de Vereadores do município de Igarapé do Meio, a 162 km de São Luís, ocorrida na terça-feira (18), foi marcada por confusão e foi preciso a presença da Polícia Militar para que os ânimos fossem acalmados.
De acordo com a polícia, tudo começou quando o presidente da Câmara, vereador Zeca do São Benedito (PR), anunciou que três vereadores da oposição tinham tido os mandatos extintos por excesso de faltas e um deles foi logo empossado dando assim o número de votos de que o presidente da casa precisava para se manter no cargo.
Revoltado, o vereador de oposição, Gilvanildo de Freitas Damasceno (PSDB), então pegou o livro de ata da sessão e tentou sair da Câmara, mas foi impedido por moradores e outros vereadores. Como ele não conseguiu levar o livro, ele então rasgou o livro. A partir deste momento uma briga generalizada foi iniciada.
Publicidade

A PM foi acionada para acabar com a briga, mas o impasse na Câmara de Igarapé do Meio continua porque o vice-presidente da Câmara, vereador Claudemir Irineu (PSD), que é do grupo de oposição, fez uma eleição paralela, mesmo com o presidente na casa. O caso deve ser resolvido na Justiça.

Fonte: G1/MA

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE