PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Reforma e ampliação de mercado em Açailândia ainda é um mistério a forma como será feita

Depois da repercussão de ontem após a prefeitura de Açailândia instalar a placa com informações sobre a reforma e ampliação do mercado Público Municipal de Açailândia. A repercussão foi em virtude da placa não constar nome da empresa responsável pelos serviços e pela data de inicio da obra que consta na referida placa 20/012/2018, o termino seria dia 20/04/2019.

Nós estivemos na manhã de hoje no Mercado Municipal de Açailândia, onde conversamos com alguns feirantes, onde encontramos alguns que são contra a reforma de qualquer jeito e outros que são a favor da reforma.

Segundo eles, foi realizado uma reunião com uma comissão de comerciantes do mercado com representantes da prefeitura e do Ministério Público, onde foi falado que os serviços só estavam demorando por que havia alguns documentos que precisavam ser revistos, pois precisava fazer alguns ajustes nestes documentos, que logo que essa situação viesse ser resolvido, os serviços seriam iniciados. A reunião aconteceu em Agosto do ano passado na sede da promotoria em Açailândia.

Ainda segundo eles, ainda esta semana será realizada uma reunião entre representantes da prefeitura e comerciantes do mercado para tratar de detalhes como serão feitos os trabalhos de reforma e ampliação do mercado. 

Publicidade

Os comerciantes do mercado disseram também que a prefeitura falou com eles ainda no ano passado que não será necessário a retirada deles do prédio, pois os trabalhos serão realizados por etapas, etapas estas que será discutida em reunião ainda esta semana. 

Na placa colocada ontem, não constava o nome da empresa responsável pelos serviços de reforma e ampliação do mercado, hoje pela manhã ao chegarmos no local, flagramos um funcionário da empresa colocando uma adesivo na placa com o nome da empresa. 

A empresa responsável pelas obras do mercado será a C. R. DE OLIVEIRA CONSTRUÇÕES EIRELI - EPP,  custo da obra será R$922.086,93 (Novecentos e vinte e dois mil, oitenta e seis reais e noventa e três centavos). A obra do Ministério da Agricultura, a Caixa Econômica Federal autorizou o inicio da obra em 04 de fevereiro de 2019.






  


Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE