PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Empresários se reúnem com vereadores e cobram ações incisivas do legislativo, em Açailândia

Empresários açailandenses que representam a Associação Comercial e Industrial de Açailândia, o Sindicato do Comércio de Açailândia e a Câmara de Dirigentes Lojistas, além de Pastores Evangélicos, representante da Vale, OAB e Rádio Marconi FM se reuniram na manhã desta quarta-feira (08) na sala da presidência da Câmara de Vereadores para cobrar atitudes dos parlamentares com relação a falta de fiscalização das contas públicas e dos serviços públicos que não estão sendo realizados ou realizados sem os critérios estabelecidos pela lei, como é o caso de licitações que causam dúvidas na população.
Mas, a pauta principal discutida com os poucos vereadores presentes (do total de 17 vereadores apenas oito compareceram, apesar de todos terem sido convidados individualmente que foram: Presidente Fânio Mania, César Costa, Evandro, Joílson, Caibim, Ceará, Joselito e Dr. Adjakson) foi a seguinte:
1- Entraves na liberação de licenças pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente;
2-Exigência para emissão de documentos pelo Departamento de Tributos;
3-Infraestrutura do Município;
4-Taxa de iluminação pública;
5-Desenvolvimento Econômico
A mesma pauta já havia sido apresentada ao prefeito municipal Juscelino Oliveira e aos secretários no dia 02 de abril em reunião no gabinete do prefeito.
A intenção das entidades empresariais e da sociedade civil organizada e instituições que estão participando destas reuniões é cobrar do poder público (Executivo e Legislativo) ações efetivas que possam trazer Açailândia de volta ao rumo do desenvolvimento.
Os empresários se juntam àqueles que sofrem economicamente e, principalmente com os ‘descasos’ que vem acontecendo nos últimos dois anos na infraestrutura da cidade com ruas e avenidas sem condições de trafegabilidade, totalmente às escuras (contrariando um projeto de iluminação pública que até hoje nunca foi colocado em prática), quantidades absurdas de lixo em toda a cidade e com coleta precária, além de outras situações discutidas.
A próxima reunião está em vias de agendamento com a Promotoria Pública e a intenção é cobrar agilidade nos inúmeros processos que deram entrada neste órgão por parte de cidadãos açailandenses e que ainda estão sendo analisados.
JQ Noticias
Publicidade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE