PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

2ª Vara da Família de Açailândia divulga resultado do concurso de redação

A 2ª Vara de Família de Açailândia divulgou, nesta terça-feira, 30, resultado da “Ação Social - Produção de Redação” - direcionado aos alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio das redes públicas estadual e federal de ensino da comarca, visando a reflexão sobre o tema: "O uso excessivo das redes sociais e suas consequências”. A cerimônia de premiação ocorrerá no dia 20 de Agosto, na Escola Professor Antonio Carlos Beckman.

Segundo a portaria editada pela magistrada Clécia Pereira Monteiro, titular da 2ª vara da Família de Açailândia, os vencedores são as estudantes Maria Letícia Silva de Andrade, do 1º Ano (1º lugar); Anyele Oliveira do Nascimento Vieira, estudante do 2º Ano (2º lugar); e Ana Beatriz Correia da Silva, 2º Ano (3º lugar), todas da escola Prof. Antonio Carlos Beckman.

O concurso promovido pelo Judiciário de Açailândia recebeu inscrições até o dia 15 de abril, na Secretaria da 2ª Vara da Família. O Regulamento da ação e os anexos foram publicados no Diário da Justiça Eletrônico, para conhecimento dos interessados. Após a inscrição, o aluno teve um prazo de quinze dias para fazer redação sobre esse tema.

A premiação consiste, para os três primeiros colocados, em um notebook, um smartphone e um tablet, respectivamente. As vencedoras receberão, também, um certificado de reconhecimento emitido pela 2ª Vara da Família de Açailândia.

LEITURA E ESCRITA - O objetivo da ação é estimular a leitura e a escrita, fazendo despertar o interesse pelos temas relacionados à cidadania, à cultura, ao lazer e à sociedade, visando incentivá-los a reflexão sobre o tema proposto.

Segundo a juíza Clecia Monteiro, titular da 2ª Vara da Família, a abordagem desse tema se destina a “debater sobre a influência das redes sociais na vida de adolescentes e estimular a reflexão entre os estudantes do ensino médio sobre o seu uso na mobilização social, no trabalho, na educação, bem como na democratização da informação e liberdade de expressão”.
A ação conta com apoio voluntário de instituições como Ministério Público, Defensoria Pública, OAB, Sindicato dos Servidores da Justiça e do próprio Poder Judiciário, que vão fazer parte da banca examinadora de correção dos textos.

AGRADECIMENTOS - A magistrada coordenadora da ação também agradeceu aos parceiros do certame: juiz Frederico Feitosa de Oliveira, titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Açailândia; Daniel Galvão, presidente da OAB Subseção Açailandia; Livia Cavalcante Lessa Bessa, defensora pública; Rafael da Silva Rodrigues, tecnico judiciário; e Gleudson Malheiros Guimarães, promotor de Justiça.

ASCOM

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE