PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Escola de tempo Integral atende cerca de 500 alunos

Yasmin Matos faz parte dos 520 alunos do Centro de Ensino Integral (CEIN) Lourenço Galleti, no município de Açailândia, construído pelo Governo do Estado e em funcionamento desde janeiro desse ano. Segundo a estudante, dá para notar a estrutura da escola ainda na entrada. “Na hora que as pessoas entram aqui elas percebem que a escola tem potencial pela estrutura que ela oferece”, afirmou.

O espaço da escola é amplo e moderno. Dispõe de salas de descanso, grêmio, sala de matemática, sala multifuncional, de recursos audiovisuais, de idiomas, artes, artes marciais, biblioteca, informática, sala para professores. Há, também, laboratórios de Física, Matemática, Robótica, Química, Biologia, quadra poliesportiva, auditório, vestiário, quatro salas temáticas, secretaria, coordenação, ambulatório, almoxarifado e pátio.

Além dos estudantes, são 31 profissionais que dispõe de um ambiente confortável de trabalho, entre eles 19 professores. Segundo a professora Zélia Vieira, o maior impacto da estrutura é o rendimento dos estudantes. “Os alunos se sentem mais confortáveis, as salas são todas climatizadas, melhora muito o rendimento”, acrescentou.

O CEIN Lourenço Galleti é a primeira escola de tempo integral de Açailândia e a mais estruturada da cidade. Segundo o gestor Guilherme Barbosa, ver o funcionamento da escola é a realização de um sonho para a comunidade. “Sugerimos a construção dessa escola em uma audiência de Orçamento Participativo. Então esse espaço é uma prova de que o sonho da comunidade pode sim sair do papel”, contou.

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, a proposta de ensino integral é uma iniciativa que já tem gerado resultados positivos na educação. “Os Núcleos de Educação Integral ampliam o acesso à educação e dão uma perspectiva de vida a juventude. Temos jovens ganhando campeonatos fora. Já estamos colhendo frutos porque a educação é realmente transformadora”.

 Da Assessoria do Governo do Estado

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE