PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

2ª Vara de Açailândia vai promover Caminhada pela Vida alusiva ao "Setembro Amarelo"

A 2ª Vara da Comarca de Açailândia vai promover no próximo dia 17 de setembro a caminhada “Acreditamos na Vida". A unidade judicial, que tem competência em matéria cível e administrativa da infância e juventude, funciona sob a titularidade de juíza Clécia Pereira Monteiro, e promove o evento contando com a participação da comunidade no sentido de chamar a atenção para a prevenção ao suicídio. A caminhada, que tem como parceira a Secretaria Municipal de Educação, terá como ponto de partida a Praça do Pioneiro e deve percorrer as principais ruas da cidade de Açailândia.

O objetivo da caminhada, segundo a magistrada, é mobilizar a sociedade, principalmente o público jovem, em torno deste delicado tema que é o suicídio. “É um assunto em voga, tanto nas comunidades como nos meios de comunicação e redes sociais. Contamos com a participação da população e dos alunos das escolas da rede municipal e estadual no sentido de despertar para a importância da prevenção ao suicídio”, destaca juíza, enfatizando que estamos celebrando neste mês o “Setembro Amarelo”.

“O dia 10 de setembro é o dia mundial de prevenção ao suicídio, que tem como objetivo mobilizar, conscientizar e convocar toda a sociedade sobre o tema. Segundo dados divulgados pelos meios responsáveis, o suicídio é, atualmente, a terceira principal causa de morte entre jovens com idade entre 14 e 29 anos, e somente politicas eficazes de prevenção ao suicídio reduzirão este número. Proteger nossa infância e juventude constitui compromisso ético de toda sociedade que pauta suas diretrizes no respeito aos direitos daqueles”, explicou Clécia Monteiro.


CAMPANHA - A 2ª Vara de Açailândia está realizando a campanha “Você Conhece o ECA?” nas escolas da comarca e, segundo informações da unidade judicial, nas visitas às escolas os Comissários de Justiça têm encontrado vários relatos de adolescentes que cometem automutilação. Soma-se a isso o fato de que, na cidade de Açailândia, a quantidade de suicídios vem aumentando. “Entre 2018 e 2019 até esta data temos mais de 20 suicídios cometidos neste Município, entre eles de vários adolescentes, além do aumento da quantidade de casos relacionados a tentativas de suicídio e automutilação entre os jovens, de acordo com informações de casos atendidos pelo Conselho Tutelar”, pontuou a juíza.

DADOS - Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), de 5,0 a 9,9 mortes por 100 mil habitantes no Brasil tiveram o suicídio como causa no ano passado. “Estima-se que, anualmente, a cada adulto que se suicida, pelo menos outros 20 possuem algum tipo de ideação ou atentam contra a própria vida. O suicídio representa 1,4% das mortes em todo o mundo. Entre os jovens de 15 a 29 anos, é a segunda principal causa de morte”, afirmou a OMS sobre os dados referentes ao ano de 2017.

Conforme números divulgados pelo Ministério da Saúde, no Brasil, em 2016, foram registrados 845 suicídios de adolescentes – o número foi 0,7% menor que em 2015 e representa 8% dos casos de suicídio no país, que naquele ano ficaram em 10.575. Já uma pesquisa da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), informa que, enquanto os índices de suicídio caem em todo o mundo, a taxa entre adolescentes que vivem nas grandes cidades brasileiras aumentou 24% entre 2006 e 2015. O estudo, publicado na Revista Brasileira de Psiquiatria, indica que o suicídio é até três vezes maior entre jovens do sexo masculino.

ASCOM/TJMA

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE