PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Seis pessoas morreram em decorrência da dengue este ano, no Maranhão


No Brasil, já foram registrados 1.469.605 casos prováveis de dengue, sendo 1.235 do tipo grave, segundo novo boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, que se refere à Semana Epidemiológica de 1 a 38, ou seja, do dia 30 de dezembro de 2018 até 21 de setembro deste ano. No Maranhão, foram 5.268 registros. Deste total, seis pessoas morreram, conforme o Ministério. A quantidade de óbitos no país alcançou patamares preocupantes com 646 confirmados e outras 414 mortes ainda em investigação.

No dia 24 de agosto, o Maranhão havia registrado cinco óbitos provocados pela dengue. Porém, mais um foi registrado após a data, totalizando seis. Até o momento, foram confirmados 646 mortes por dengue no Brasil, sendo 76 por critério clínico epidemiológico.

A taxa de letalidade, segundo o Ministério da Saúde, está sendo maior entre os idosos, atingindo mais quem tem mais de 80 anos, faixa etária mais vulnerável do que as crianças de 1 a 4 anos. Em 2018, no mesmo período, ocorreram dois óbitos por dengue no Maranhão.

Nota da SES
A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou, em nota, que desenvolve ações de mobilização, educação em saúde, assessoria técnica e apoio aos 217 municípios maranhenses, estes responsáveis pela execução de atividades de combate ao mosquito Aedes aegypti em cada cidade.
A Secretaria de Saúde oferta, ainda, capacitação técnica e apoio permanente aos profissionais de saúde dos municípios para a execução de atividades de campo e vigilância dos casos.

Sobre o número de óbitos, o Maranhão apontou as cinco mortes ocorridas até 24 de agosto, possivelmente ainda não tendo o dado sido atualizado. Na Grande Ilha, São Luis e Paço do Lumiar registraram um óbito em cada cidade.

Central de Noticias

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE