PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Prefeitura de Açailândia pede ajuda à população para manter a cidade limpa

Manter a cidade limpa demanda esforços do poder público e da população. Empenho que, no entanto, deveria se tornar um hábito constante entre os moradores para manter a cidade limpa. Pedestres que transitam pelas inúmeras ruas da cidade poderão encontrar obstáculos pelos passeios das vias.

Além de entulho de construção e galhos de árvores, o que pode ser frequentemente observado é o acúmulo de sacos plásticos com lixo doméstico descartados de forma e em horários irregulares. Nas últimas semanas, a prefeitura recebeu relatos de moradores a respeito da situação.

O problema é observado, principalmente, por pessoas que residem em bairros onde a coleta do Departamento Municipal de Limpeza Urbana é feita no período noturno. Moradores de diferentes regiões reclamam que sacos de lixo residenciais têm sido descartados e empilhados, em diversas ruas, horas antes de serem recolhidos pelo serviço de coleta.

Tal circunstância, segundo moradores, obstrui a passagem de pedestres nas calçadas e tem deixado as ruas sujas e com mau cheiro, já que a exposição do lixo, muitas vezes misturado com restos de comida, por longo período, atrai animais que rasgam os sacos e espalham os restos.

Além disso, a situação é um dos fatores que contribui para a obstrução de bueiros, dificultando a drenagem urbana e causando alagamentos na cidade em períodos de chuvas, como o atual.

Uma moradora do centro nas proximidades do Supermercado Mateus, que não quis se identificar, conta que frequentemente observa o descarte horas antes do horário de recolhimento. No local, a coleta de lixo doméstico acontece à noite, por voltas das 22h, mas, segundo ela, muitos acondicionam os resíduos mais cedo.

Outro morador da Vila Capelloza também observa essa conduta na sua via. Ele afirma que o acúmulo de sacos de lixo acontece fora do horário adequado na sua e nas ruas adjacentes. “Parte dos moradores não respeitam o horário e coloca o lixo. O que acontece também é que muitos colocam o lixo para fora mesmo sabendo que é feriado. Isso acontece sempre, inclusive aconteceu no feriado, dia 28 de outubro, dia do servidor público, quando não houve a coleta”, contou. Na ocasião, a SINFRA avisou que não seria feita a coleta naquele dia.

De acordo com o Secretário de Infraestrutura e Urbanismo, Inaldo Santos, está ciente da situação e que a secretaria sempre recebe reclamações de moradores. “Isso acontece em diferentes pontos da cidade. É um comportamento das pessoas, mas precisamos da colaboração da população em colaborar com a prefeitura, denunciando até mesmo através de vídeos quando observarem o flagrante”, ressalta o secretário.

Ele avalia que as principais consequências da exposição dos sacos de lixo nas ruas é sujeira causada quando o saco se rasga ou é aberto por animais de rua, principalmente a poluição visual e obstrução de calçadas. Além disso, com o agravante das chuvas, o lixo se acumula em buracos e bocas de lobo, contribuindo para alagamentos.

Ainda segundo o secretário, o descarte irregular do lixo acontece devido à ausência de conscientização da população, mas, também, porque muitas pessoas saem de manhã para o trabalho e não voltam a tempo de colocar o lixo antes da passagem de caminhão coletor. “Isso não pode ser justificativa, mas acontece”, Finaliza o Secretário Inaldo Santos.
ASCOM-PMA—POR: Antônio Maria.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE