PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

2019 registrou 46 assassinatos em Açailândia

2019 já é considerado um dos anos mais violentos, com um número recorde de assassinatos de 46 durante todo aquele ano, isso de acordo com levantamento feito pelo Blog do Carlos Cristiano. 

Sendo Novembro o mês com maior número de mortes chegando a 10 assassinatos, houve casos em que dois assassinatos foram registrados em menos de 48 horas um do outro.
Na maioria dos casos suspeitos nunca foram presos. 

A Vila Ildemar registrou 13 assassinatos, seguido pelo bairro Laranjeiras com 7 casos.

Desses casos, apenas quatro foram considerados latrocínio, os outros como homicídios. Na maioria das vezes as vitimas tinham passagens pela policia, envolvimento com o mundo do crime, seja roubo ou tráfico de drogas, ou seja, foram considerados como acertos de contas.  

Veja abaixo o número de assassinatos por mês:

JANEIRO
Jardim Glória

FEVEREIRO

Park das Nações - 12, Laranjeiras - 21.

MARÇO

Vila Progresso, João Paulo - 11, Park das Nações - 14, Laranjeiras - 17 e Nova Açailândia - 29.

ABRIL

Centro, Nova Açailândia - 12, Vila Ildemar - 15, Vila Tancredo - 24 e Centro/Posto Carreteiro - 27.

MAIO

Jardim Glória - 08, Centro - 26, Centro - 26 e Vila Ildemar - 31.

JUNHO

Vila Ildemar - 03 e Jardim de Alah - 10

JULHO

WR Residencial - 14 e Park das Nações - 26.

AGOSTO

Vila Ildemar - 18 e Laranjeiras - 28.

SETEMBRO

Jacu - 05, Pequiá - 08 e Vila Ildemar - 12.

OUTUBRO

Vila Ildemar - 03, Jacu - 13, Centro - 13, Jardim de Alah - 18
e Jardim de Alah - 25.

NOVEMBRO

CIKEL - 08, Laranjeiras - 09, Vila Ildemar - 10, Vila Ildemar - 10, Getat/SESP - 14, Vila Ildemar - 15, Ladeira Vermelha - 16, Vila Ildemar - 16, Vila Juscelino - 17 e Laranjeiras - 23.

DEZEMBRO

Vila Ildemar - 08, Laranjeiras - 13, Vila Ildemar - 13, Vila Ildemar - 17 e Laranjeiras/Bom Jardim - 27.

Um total de 46 mortes registrados de janeiro a dezembro de 2019.


Esse ano já foram quatro assassinatos até agora Jardim Aulidia - 04, Centro - 18, Laranjeiras - 20 e Getat - 21.

Por Calos Cristiano



Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE