PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Cidelândia registra o primeiro caso suspeito de Coronavírus


O primeiro caso suspeito do novo Coronavírus (COVID-19) em Cidelândia já foi notificado ao Ministério da Saúde. Todas as medidas já estão sendo tomadas para acompanhamento e apuração do caso.
De acordo com as informações colhidas pelo Blog Cidelândia em Foco, o (a) paciente já foi submetido ao isolamento (quarentena), realizada a coleta e enviada para o Laboratório LACEN em São Luís, de onde aguarda-se o resultado do exame. Pelas informações, o (a) paciente tem histórico de viagens recente, inclusive frequentado aeroportos internacionais. Apresentando alguns sintomas, logo foi isolado e realizado as medidas cabíveis.
O titular do Blog Cidelândia em Foco conversou com exclusividade com Matheus Soares (Coordenador da Atenção Básica em Cidelândia) e que está acompanhando o caso de perto.
Ressaltamos que qualquer pessoa que tenha histórico de viagens ao exterior ou em local que tenha casos suspeitos ou confirmados são PACIENTES POTENCIALMENTE suscetíveis a serem casos suspeitos do COVID-19 (coronavírus), desde que apresentem os sintomas clínicos, tais como: Febre (37,8º), Dificuldade Respiratória, Dor de garganta, Tosse Seca, Fraqueza, Diarréia, etc.
Perguntado sobre a identificação do paciente, Matheus foi enfático em dizer:
Estamos seguindo todos os padrões éticos e morais para  a não exposição desnecessária do paciente.
O prefeito Fernando Teixeira, junto à Secretaria de Saúde, emitiram uma nota/decreto suspendendo todo e qualquer evento, seja em comércio, bares, igrejas, escolas, transportes que proporcionam aglomeração de mais de 15 pessoas.
Vale ressaltar que os devidos cuidados devem ser observados:
  • ISOLAMENTO DOMICILIAR (14 A 16 DIAS)
  • HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS (ÁGUA E SABÃO, ÁLCOOL EM GEL)
  • USO DE MÁSCARAS CIRÚRGICAS OU RESPIRATÓRIAS
  • EVITAR FILAS E AGLOMERAÇÕES DE PESSOAS
  • MANTER DISTÂNCIA DE PELO MENOS 2 METROS DE OUTRAS PESSOAS
Idosos com mais de 60 anos, crianças menores de 05 anos e pessoas com doenças crônicas e/ou respiratórias são os mais vulneráveis.
VEJA O DECRETO EMITIDO PELA PREFEITURA MUNICIPAL DE CIDELÂNDIA

Cidelândia em Foco

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE