PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

COMDIM reúne conselheiras para mobilizar sobre a importância da mulher na sociedade, em Açailândia

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (COMDIM) integra a estrutura da Secretaria de Assistência Social e tem como uma de suas atribuições apoiar políticas voltadas para mulheres, em suas articulações com diversas instituições da administração pública, federal e com a sociedade civil.
Criado em outubro de 1995, o COMDIM, tem com o objetivo promover, formar parcerias e informar às mulheres sobre os seus direitos, através de políticas que visam banir a discriminação contra a mulher e assegurar sua participação nas atividades políticas, econômicas e culturais do município. Hoje o conselho conta com 13 conselheiras de diversos âmbitos da sociedade.
Na manhã desta segunda-feira (02), as representantes do Conselho se reuniram para tratar sobre as ações e atividades que serão realizadas em prol do Dia Internacional da Mulher no município, juntamente com a secretária interina da assistência social, Rivanda Borgaço.
Geane Maria Reis da Silva, presidente do COMDIM, ressaltou durante o encontro a importância da instituição para a sociedade. E destacou que todo o trabalho é voluntário. “Devemos sempre nos apoiar umas nas outras, assim nos tornamos mais fortes”, declarou.
A presidente da Comissão dos Direitos da Mulher da OAB de Açailândia, Leia Oliveira, também esteve presente no encontro e informou que está sendo implantado na cidade o projeto Por elas, que tem como finalidade combater a violência contra a mulher e orientar sobre seus direitos através de diálogos, por meio de campanhas e palestras. “Nós sentimos a necessidade de ir até a mulher da comunidade e levar a informação. Principalmente para as que se encontram em situação de maior vulnerabilidade social”, disse a advogada.
A representante do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMDIPE), Ana Hélia Soares, informou que há uma van disponibilizada para o deslocamento da mulher com deficiência que deseja participar dos eventos e ações. Basta apenas fazer o pedido com 48 horas de antecedência para que seja providenciado o transporte.
Já Rivanda, relembrou a história da celebração da data, que se deu em meio a uma tragédia em 8 de março de 1857, onde 129 operárias morreram carbonizadas em um incêndio ocorrido nas instalações de uma fábrica têxtil na cidade de Nova York. Supostamente, esse incêndio teria sido intencional, causado pelo proprietário da fábrica, como forma de repressão extrema às greves e levantes das operárias, por isso teria trancado suas funcionárias na fábrica e ateado fogo nelas.
“O COMDIM atua única e exclusivamente em prol da mulher em situação de vulnerabilidade social, buscando conscientizá-la sobre seus direitos e sua valorização”, disse Geane Maria, presidente do COMDIM.
ASCOM - PMA

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE