PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Justiça determina que mulher fique em isolamento domiciliar, sob pena de multa no Maranhão


Em caso de descumprimento das determinações, foi fixada multa diária no valor de R$ 5 mil, limitada até 30 dias.


A decisão foi assinada pela juíza Alessandra Lima Silva. A senhora recebeu orientações da diretoria do Hospital e Maternidade Aderson Marinho, em Porto Franco, que ela e o esposo ficassem de quarentena domiciliar, como forma de evitar a proliferação do vírus.

No último sábado (21), a pedido do Ministério Público do Maranhão, a justiça determinou o cumprimento de medida de isolamento domiciliar a uma senhora que estava se recusando a acatar a orientação médica. O marido da senhora é suspeito de ter o vírus Covid-19.
A justiça precisou ser acionada após receber informações da Secretaria Municipal de Saúde, a senhora não estava cumprindo a recomendação médica de isolamento domiciliar. De acordo com a decisão, a mulher deve permanecer em isolamento domiciliar até alta médica.

Foi disponibilizado pela Secretaria Municipal de Saúde, uma pessoa para realização de compras essenciais. Em caso de descumprimento das determinações, foi fixada multa diária no valor de R$ 5 mil, limitada até 30 dias.

O Imparcial

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE