PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Senador Weverton Rocha e deputado Hildon Rocha por pouco não vão aos tapas

O clima esquentou entre o deputado federal Hildo Rocha (MDB) e o senador Weverton durante reunião da bancada, nesta quarta-feira (11), na Câmara Federal.
Tudo começou quando Hildo Rocha falava de um processo movido pelo governador Flávio Dino contra ele por conta de declarações dadas em uma emissora de rádio. Irritado, Hildo começou a criticar o governador e dizer que não aceitava mais o acordo que destina R$ 40 milhões da emenda de bancada para a saúde do Maranhão e 10 milhões para o hospital Aldenora Belo. O deputado disse ainda que queria sua parte do dinheiro.
Depois disso, Weverton utilizou a palavra, defendeu o governador Flávio Dino e ponderou que Hildo não poderia fazer isso, pois existia critério com a assinatura de 14 deputados no mínimo e dois senadores e foi decidido, portanto, pela maioria o envio desses recursos ao Estado. O senador do PDT alegou ainda que era importante esse investimento na saúde tendo em vista o coronavírus e se posicionou contra a atitude de Hildo de tirar dinheiro da saúde do Maranhão.
A partir de então o deputado Hildo Rocha perdeu o controle e começou a disparar críticas contra Weverton, dizendo que ele e seu grupo político não perdoaria o pedetista por ter tirado sua liderança. Destemperado, Hildo deu murros na mesa e foi alterando o tom de voz. Weverton, por sua vez, retrucou e disse que também sabia dar murro na mesa e falar alto. Foi quando Hildo, inesperadamente, atirou com força um copo em direção ao senador.
O copo, por sorte, acabou não atingindo Weverton e se despedaçou na parede. Fragmentos chegaram a atingir o deputado André Fufuca (4º secretário da Mesa), furando seu terno. Em seguida, Hildo Rocha e Weverton partiram um pra cima do outro. A turma do deixa disso evitou uma agressão física entre os dois. O deputado Márcio Jerry, membro do Conselho de Ética, ajudou a separar segurando Hildo pela gola da camisa.
A Polícia Legislativa esteve no local. O senador Weverton Rocha entrará no Conselho de Ética da Câmara contra Hildo Rocha por quebra de decoro parlamentar. O presidente do Conselho é nada menos que o deputado maranhense Juscelino Filho, que estava presente na reunião e acompanhou toda a confusão.
Hildo é reincidente, pois tentou agredir André Fufuca em 2015 e, nesta legislatura, ameaçou jogar um copo no deputado federal João Marcelo, filho do ex-senador João Alberto.
Do blog do John Cutrim

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE