PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Govenador Flávio Dino poderá estender decreto por mais 15 dias de suspensão as aulas

Segundo Felipe Camarão, novo decreto deve estender medida por mais 15 ou 30 dias

O governador Flávio Dino (PCdoB) vai editar novo decreto prorrogando o fechamento das unidades de ensino da rede pública e privada no Maranhão, como forma de conter a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) no estado.

A afirmação foi feita ao ATUAL7 pelo secretário estadual Felipe Camarão (Educação), na noite deste domingo 29. Segundo ele, falta apenas decidir se a medida será estendida por mais 15 ou 30 dias.

As instituições educacionais —incluindo Uema (Universidade Estadual do Maranhão), UemaSul (Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão) e Iema (Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão)— estão com as aulas suspensas por determinação de Dino desde o último dia 17. À época do primeiro decreto, segundo monitoramento da SES (Secretaria de Estado da Saúde), o Maranhão possuía 17 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, mas nenhum confirmado.

Na quinta 26, já com 728 casos suspeitos e 10 confirmados com o novo coronavírus, um segundo decreto de Flávio Dino estendeu a suspensão as aulas até a próxima sexta-feira 3. O terceiro decreto deverá ser editado entre esta segunda 30 e quarta-feira 1º.

Questionado sobre uma indicação do deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos), pela antecipação das férias escolares de julho para o mês de abril, Felipe Camarão adiantou que a rede pública estadual não adiantará as férias.

“Quanto a rede privada e as redes municipais, eles têm autonomia para isso, a partir da resolução do CEE [Conselho Estadual de Educação]”, ressaltou.

Para garantir a continuidade do processo de aprendizagem dos estudantes e a produtividade dos professores da rede pública estadual durante a pandemia, uma parceria foi firmada entre o Governo do Maranhão e a Assembleia Legislativa, na última sexta-feira 27, para a gravação e transmissão de matérias audiovisuais pedagógicos, durante o período de distanciamento e isolamento social de prevenção à Covid-19.

Segundo publicação do governador Flávio Dino nas redes sociais, feita na noite desse sábado 28, há 22 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus no Maranhão. No início da tarde de hoje, também pelas redes sociais, o secretário estadual Carlos Lula (Saúde) informou o primeiro óbito provocado pela doença, em São Luís: um homem com 49 anos e histórico de hipertensão.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE