PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

“JOGO SUJO” Matéria mentirosa divulgada em Blog de Imperatriz

Faz parte de um esquema patrocinando por políticos de Açailândia para atingir o prefeito Aluísio.
AÇAILÂNDIA- Em matéria divulgada essa semana por um blogueiro de imperatriz (conhecido e reconhecido como um blogueiro de esquerda), onde o mesmo afirma que um empresario de Açailândia do segmento de combustíveis, seria um agiota de costumeiras práticas, que este teria ajudado a dar um prejuízo de mais 14 milhões aos cofres públicos da Cidade, na gestão do então ex prefeito Juscelino Oliveira.
Tal atitude irresponsável e covarde deste blogueiro, pode desencadear uma serie ações negativas que podem descadear para uma campanha eleitoral onde a máxima, será a ofensa, pior, a situações depreciação da família. 
O que sabe e se pode notar é que alguns políticos da cidade incomodados com a boa performance do atual Prefeito, Sr Aluísio Sousa, teriam patrocinado toda essa trama ardilosa, envolvendo um empresario conhecidamente e um político que tem feito seu papel, o motivo da ação covarde, o fato do mesmo ser cunhado do atual prefeito.
Montagem da trama!
Na reportagem, o blogueiro envolve o ministério publico, em um parecer que parte é de sua cabeça, acusando o empresário de ser agiota e de praticar agiotagem, mas vale lembrar que em nenhum momento em suas investigações o Ministério Público do Estado do Maranhão faz menção de agiotagem ao nome do empresario Edivan Carlos.

O que MPMA faz na verdade, é citar que o depoimento que o mesmo deu, de que desconhecia a fonte dos valores depositados em sua conta, o blogueiro em questão, em sua ancia de distorcer os fatos tenta em seu pobre artigo, distorcer seu depoimento.
A grande questão é evidente por dois ângulos distintos, quem fez, fez na eminência do dinheiro, deixando as verdades narradas no artigo do MPMA de fora, tentando jogar sem nenhuma base jurídica a opinião pública contra o prefeito atual e o empresário em questão, porquê? e quem financiou a matéria, por tentar fazer política a base de retaliações mentirosas onde o mais covarde dos sentimentos, foi tentar expor as família de ambos, foi tão primário o artigo, que na ação investigada pelo MPMA, no depoimento dado pelo empresário Edvam Carlos, este afirma categoricamente, “recebi um valor que foi depositado a pedido de quem me devia, valor este emprestado ao ex prefeito Juscelino Oliveira, um operação normal de quem empresta um valor tão alto, por isso as garantias (escritura de um imóvel)”. Fica claro que o objetivo do empresário foi de se precaver sobre qualquer coisa que pudesse acontecer no futuro envolvendo seu nome.
Portal do Negão
…..Armação politica

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE