PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Defensoria Pública pede "Lockdown" por 7 dias em Imperatriz

A Defensoria Pública acionou a Justiça por meio de uma Ação Civil Pública (ACP), pedindo que o município de Imperatriz, adote, “lockdown”, medida de controle mais restritiva de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19).

O pedido considera o aumento de casos da doença no município que chegou a 574 casos confirmados, mais por exemplo que o estado do Mato Grosso, inteiro, que conta com 452. Em se tratando de morte, Imperatriz supera o Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A Defensoria Pública pede que sejam decretadas medidas mais rigorosas com a suspensão expressa de todas as atividades não essenciais à manutenção da vida e da saúde.
O pedido se baseia em orientação do Consórcio de Estados do Nordeste que pede a decretação de lockdown quando os números de leitos hospitalares tenham superado 80% de ocupação e, ao mesmo tempo, a curva de casos e de óbitos seja ascendente.

O pedido é de urgência.

Veja o pedido da Defensoria Pública completo:

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE