PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mulher é feita refém em motel e dois homicídios são registrados em Imperatriz durante o final de semana

Suspeito se entregou com a chegada da polícia ao local. Dois homicídios foram registrados na cidade, no feriadão.


Uma ocorrência chamou a atenção entre os casos corriqueiros registrados pela Polícia Militar em Imperatriz, nesse fim de semana. Já era madrugada desta segunda-feira (12) quando o Grupo de Operações Especiais da Polícia Militar foi chamado para negociar com um homem que estaria mantendo uma mulher refém em um motel às margens da BR-010, sob a mira de um revólver, fazendo ameaças de morte contra a vítima.

Os policiais do GOE foram até o local com o reforço da Força Tática e conseguiram negociar com o suspeito, que acabou se entregando e também entregou a arma usada no crime. Segundo informações da polícia, ele estava consumindo drogas no quarto e passou mal quando percebeu que estava cercado pelos PMs. Também foi solicitado auxílio do Samu para atender a ocorrência e dar suporte aos envolvidos. O suspeito teve que ser levado ao Hospital Municipal de Imperatriz e foi preso em seguida. A mulher também foi atendida pela equipe médica e depois prestou depoimento ao delegado de plantão.
Feriado violento na cidade
Um jovem identificado como Breno Leonardo, de 24 anos, foi morto com vários disparos na rua Rio Grande do Norte, na Nova Imperatriz, na madrugada desta segunda-feira (12).

Testemunhas disseram à polícia que homens se aproximaram numa motocicleta e dispararam diversas vezes contra a vítima. Após ser baleado, um dos suspeitos ainda teria atirado à queima roupa na cabeça dele. Segundo a polícia, o jovem já tinha sofrido duas tentativas de homicídio nos últimos dias, o que reforça a hipótese de execução para uma das linhas a serem investigadas pela Polícia Civil.

Na noite do último sábado (10), no bairro Parque São José, a vítima foi Jeferson da Silva Machado, de 22 anos, assassinado em crime com características semelhantes à morte de Breno. Ele foi surpreendido por dois homens em uma moto que já chegaram efetuando disparos. A perícia identificou dois calibres diferentes nos projéteis encontrados no local do crime e constatou 7 perfurações no corpo do rapaz. Apesar das características, a delegacia de Homicídio não relaciona qualquer ligação entre os crimes.

O Imparcial

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE