PUBLICIDADE

Defensoria pede novo lockdown em todo Maranhão


Os defensores consideraram de extrema importância adotar medidas de distanciamento social com o objetivo de refrear o contágio da Covid-19 em todo estado.

Na noite da última sexta-feira (1), a Defensoria Pública no Maranhão através dos defensores públicos Clarice Viana Binda, Cosmo Sobral da Silva e Diego Carvalho Bugs realizaram pedido de novo lockdown no estado por um período de 14 dias.

Os defensores consideraram de extrema importância adotar medidas de distanciamento social com o objetivo de refrear o contágio da Covid-19 em todo Maranhão. Eles ainda ressaltaram que enquanto não houver vacinação em massa para toda população, a única medida viável é promover o distanciamento social.

Ainda no documento, os defensores alegam que “a imposição de medidas de distanciamento social para a contenção da pandemia está umbilicalmente ligada à eficácia da vacinação, isso porque, quanto maior a circulação do vírus, maiores as chances da existência de mutações, como ocorrera na África do Sul, no Reino Unido e no Brasil (no estado do Amazonas)”, destacaram.

O pedido foi embasamento com os dados dos boletins epidemiológico divulgados pela Secretaria de Saúde do Maranhão no período de 18 de janeiro até o dia 31. O documento ainda destaca que a progressão da doença no estado do Maranhão é notória, chegando a ficar, nos últimos 9 dias, com a ocupação de leitos de UTI destinados a Covid-19, sempre superior a 80% na Grande Ilha e em Imperatriz, os polos regionais que mais recebem pacientes do interior do estado.

O Imparcial

Comentários

  1. ELES NÃO SABEM FAZER OUTRA COISA .ESTÁ PROVADO QUE ISTO NÃO RESOLVE NADA ÍSSO É IGUAL ÀS MÁSCARAS QUE JÁ FAZ QUASE UM ANO QUE A POPULAÇÃO BRASILEIRA USA MÁSCARAS E AINDA HOJE MORRE GENTE VÍTIMA DO CORONAVIRUS DE UMA COISA É CERTO QUE ESTÃO USANDO O CORONAVIRUS COMO ARMA POLÍTICA CONTRA BOLSONARO

    ResponderExcluir

Postar um comentário