PUBLICIDADE

Escolas da rede pública retornam aulas de forma remota no Maranhão


Portaria, divulgada pela Seduc, estabelece atividades presenciais e não presenciais durante a pandemia em 2021.

A partir deste mês de fevereiro, ocorre o retorno dos estudantes, com o início do ano letivo nas escolas da rede estadual na segunda-feira (8) para o Ensino Médio Integral dos Centros Educa Mais e unidades plenas do Iema; e dia 22 em escolas que funcionam em tempo parcial (Fundamental e Médio).

A portaria com as orientações pedagógicas a serem adotadas pelos Centros de Ensino da Rede Pública Estadual no ano letivo de 2021 foi divulgada nessa segunda-feira (1°). As instruções valem para o retorno das aulas, que pode ser em formato híbrido ou remoto, conforme indicadores epidemiológicos de cada região ou das características de cada unidade de ensino.

De acordo com a portaria, o retorno das atividades pedagógicas, em caráter híbrido ou remoto, serão nas seguintes etapas: em janeiro, as escolas tiveram seus calendários regulares, com retorno presencial dos professores, equipe pedagógica e administrativa dos Centros de Ensino de tempo parcial, Centros Educa Mais e das Unidades Plenas do Iema, para fins de planejamento e organização do ano letivo de 2021.

O documento também traz informações importantes como o cumprimento da carga horária mínima anual obrigatória, e o continuum curricular, que foi definido pela Resolução nº 200, de 7 de dezembro de 2020, do Conselho Estadual de Educação, para o Ciclo de Aprendizagem, formado pela fusão de duas séries ou anos escolares contínuos, totalizando oito períodos letivos. Excetuase nessa medida os estudantes da 3ª série do Ensino Médio e da 2ª etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O documento trata, também, da 4ª Série Opcional do Ensino Médio, que é facultada aos estudantes concluintes do Ensino Médio, em caráter excepcional, e permite a matrícula do aluno em períodos de estudos suplementares, presenciais ou híbridos, em conformidade com a disponibilidade de vagas ofertadas pela Rede Estadual de Ensino.

G1/MA

Comentários