PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

EMPRESAS E CONSUMIDORES PODEM RECUPERAR CRÉDITO NA PARCERIA ENTRE SEBRAE E CBMAE


A ação acontece de 22 a 26 de março e vai envolver mais de 300 empresas para negociarem débitos com clientes pessoa jurídica dos setores de comércio e serviços, além de consumidores em geral.

De 22 a 26 de março, 300 empresas estarão reunidas no Maranhão para um mutirão de renegociação promovido pelo Sebrae e a Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial (CBMAE). Batizada de Renegocia Já, a ação dará oportunidade de recuperação de crédito para clientes pessoa física e jurídica dos setores de comércio e serviços para que possam seguir com o cadastro limpo, efetivando compras e, em caso dos empreendedores, com saúde financeira para investimentos em seus negócios. 

Na primeira edição de 2021, o Renegocia Já acontece em 14 municípios maranhenses, envolvendo todas as unidades regionais do Sebrae. São eles: Barra do Corda, Chapadinha, Codó, Imperatriz, Itinga do Maranhão, Lago da Pedra, Pedreiras, Pinheiro, Presidente Dutra, Rosário, Santa Inês, São Luís, São Mateus e Tasso Fragoso.

O atendimento a clientes interessados em renegociar seus débitos acontecerá nas unidades físicas das empresas participantes e na plataforma www.queroconciliar.org, em horário comercial, das 8h às 18h.

De acordo com a pesquisa do Sebrae “Impactos da Pandemia de Coronavírus nos Pequenos Negócios”, editada em novembro do ano passado, 38% dos empresários entrevistados no Maranhão tinham dívidas com pagamento em dia, 33% com pagamentos em atraso e 29% com dívidas acumuladas, sendo as principais os empréstimos bancários (57%), Impostos e Taxas (12%) e Fornecedores (6%).

Ainda de acordo com a pesquisa, 63% dos empreendedores buscaram crédito para tentar quitar os débitos – desse total, 26% conseguiram acessar o financiamento e 65% não tiveram êxito, justamente por estarem negativados. Para os empreendedores maranhenses que participaram da pesquisa, seria necessário, a partir daquele mês de novembro, uma média de 13 meses para que os empreendimentos voltassem ao patamar de antes da pandemia, caso as condições sanitárias não se agravassem.

“Essa parceria vem ao encontro do nosso desejo de disponibilizar condições especiais de renegociação de débitos para empresas e consumidores e proporcionar com isso um fôlego maior para os empreendedores que enfrentam dificuldades desde a primeira onda de contaminação pelo coronavírus. A expectativa é de que esses empreendimentos possam recuperar o crédito, obter liquidez e realizar investimentos necessários para esses novos tempos, seja em equipamentos seja em compra de insumos, renovação de estoque, atendimento ao cliente, melhoria de infraestrutura, acesso a novos mercados, dentre outros”, destaca o diretor técnico do Sebrae estadual, Mauro Borralho de Andrade. 

Requisitos para participação de credores

Podem participar do Renegocia Já empresários e consumidores que tenham dívidas ativas nas empresas participantes e ofertantes de condições especiais de negociação de débitos. Inclusive, estas podem integrar a ação do Sebrae e CBMAE atentando para o seguinte:

- Precisam ter um pequeno negócio formalizado no setor de comércio e/ou serviços;

- A empresa deve estar instalada em um dos 14 municípios participantes desta primeira edição de 2021 do Renegocia Já;

- A adesão deve ser solicitada ao Sebrae pelo 0800 570 0800 (ligação ou WhatsApp) ou feita pela plataforma www.queroconciliar.org;

- É necessário aguardar a confirmação do cadastro da empresa e as orientações para que a oportunidade seja aproveitada com todos os benefícios;

- Durante o período da ação, a empresa pode optar por atender na própria loja ou na plataforma do CBME (queroconciliar.com.org) os clientes que queiram negociar os débitos.

Requisitos para participação de devedores

Já para quem quer negociar junto ao credor e aproveitar as ofertas e facilidades para quitar seu débito, é necessário:

- Ir à loja que tenha dívida ativa, em horário comercial, levando seus documentos e já sabendo o valor que poderá pagar na parcela renegociada;

- Se preferir, pode acessar a plataforma queroconciliar.org  e seguir as orientações do site para fazer a renegociação. Importante ter em mãos documentos pessoais e informações sobre o débito a ser negociado;

- Após a renegociação, organizar as datas dos pagamentos das parcelas na agenda para não perder o prazo, pois isso pode cancelar os benefícios e condições especiais disponibilizados no Renegocia Já;

Vantagens com a adesão ao Renegocia Já

Sebrae e a CBMAE  estão dando todo o suporte par as empresas que queiram participar do Renegocia Já. As empresas cadastradas receberão: 

- Consultoria e orientação para organizar seus modelos de renegociação de débitos de sua carteira de clientes;

- Suporte e serviço de mediação de negociação, feito pela CBMAE, que é referência nacional nesse tipo de serviço, de forma gratuita e facilitada, utilizando a plataforma www.queroconciliar.org.br;

- Oportunidade de recuperar valores retidos em pendências de pagamento de clientes, assim como de renegociar as dívidas de seu pequeno negócio com fornecedores e empresas concessionárias cadastradas na ação;

- Acesso a uma trilha de orientações, consultorias e capacitações na área de gestão financeira e de crédito, orientada por especialistas do Sebrae, para que seu pequeno negócio consiga manter sua saúde financeira, mesmo após a realização do Renegocia Já.

- Acesso gratuito a um Diagnóstico Financeiro e E-book de Educação Financeira, elaborado por especialistas do Sebrae.

- Vagas garantidas em cursos de Negociação e Marketing Digital, oferecido pelo Sebrae, em condições especiais de pagamento.

Mais informações:

Assessoria de Imprensa do Sebrae no Maranhão

(98) 3216-6133

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE