PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

GOVERNADOR DO MARANHÃO DESCARTA MAIS UMA VEZ LOCKDOWN E ANUNCIA ESTRATÉGIAS PARA CONTER TERCEIRA ONDA COVID-19


Em coletiva de impressa, realizada na manhã desta quinta-feira (27), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou que não haverá lockdown em São Luís, mas que não descarta a possibilidade, já que o número de leitos em UTI para Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, estão em 82,32% de ocupação na capital maranhense.

“Nós temos uma dupla estratégia para evitar o colapso e faço questão de frisar que, quando falo de colapso, não estou falando só da rede estadual, estou falando também da rede privada”, afirmou o governador do Maranhão, referindo se às novas medidas que serão anunciadas nesta sexta (28) e a busca de novos leitos nas próximas 24h para capital maranhense.

Segundo Flávio Dino, os pacientes diagnosticados com o novo coronavírus que precisam ser internados em UTI serão transferidos para outras cidades do Maranhão, caso não haja mais leitos disponíveis nos hospital de rede pública e privada em São Luís.

“Nós estamos abrindo novos leitos todos os dias, vamos abrir leitos hoje inclusive em São Luís. Apenas consideramos que essa nossa capacidade de abertura do estado, na ilha, na capital, não atende o tamanho da demanda e por isso as outras instituições vão procurar outras esferas do poder, no caso basicamente as prefeituras e o hospital universitário, em termos práticos o que vai acontecer é que haverá uma reunião hoje com o hospital universitário para ver se existe a possibilidade de abrir mais 20 ou 30 leitos, por isso nós evitamos que pacientes de São Luís sejam transportados para outra cidade do Maranhão”, afirmou Dino.

Ainda sobre o lockdown, o governador do Maranhão se mostrou indignado durante a coletiva, com as fake news espalhadas nas redes sociais nessa quarta (27). De acordo com Flávio Dino, as informações falsas causaram pânico desnecessário na sociedade.

“Mas não significa que nós tenhamos tirado isso do horizonte. Ninguém deseja lockdown ou paralisação, suspensão da atividade A ou B, ninguém quer isso, nenhum de nós. Mas unanimemente, se for necessário, faremos”, esclareceu Flávio Dino.

Já sobre a cepa indiana, o governador do Maranhão afirmou que não há motivo para pânico, já que há apenas um caso da variante em São Luís. O paciente indiano, de 54 anos, segue internado em UTI em um hospital de rede privada.

A coletiva desta quinta aconteceu no Palácio dos Leões, na capital maranhense, após reunião de Flávio Dino com representantes do Executivo estadual, representantes da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas do Estado, Procuradoria Geral do Estado e Defensoria Pública do Maranhão.

O IMPARCIAL

Deixe sua contribuição ao portal Carlos Cristiano Noticias! Nosso PIX:


Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE