PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

AÇAILÂNDIA: SESSÃO DA CÂMARA MUNICIPAL É MARCADA POR "BATE-BOCA" ENTRE ATUAL E EX-PRESIDENTE DA CASA


A Sessão da Câmara Municipal de Açailândia desta quarta-feira, 22, é marcada por discussão entre o atual presidente e o ex-presidente da casa.

A discussão iniciou após o vereador Demazim, presidente da Comissão, analisar o processo de cassação do mandato do vereador Ceará de pauta. 

Após o vereador Demazim pedir ao presidente Feliberg que retirasse o projeto de pauta, que comunicou que iria acatar o pedido e retirar o projeto, o vereador Ceará pediu a fala e disse que para que o projeto pudesse ser retirado de pauta, seria necessário que fosse colocado em votação, para os demais vereadores votarem se retirava ou não, o que não aconteceu.

As discussões esquentaram entre Feliberg e Ceará, o presidente então suspendeu a sessão por 15 minutos.

Vale ressaltar que o presidente tem as prerrogativas de fazer isso, “retirar projetos de pauta, sem que seja votado pelo plenário da cassa”. 

Vale lembrar que na sessão de hoje, os 09 vereadores ligados ao vereador Ceará estavam na presentes, bem como os oito ligados ao presidente Feliberg, o projeto estava em pauta, e do meio pro fim foi retirado, em sessões anteriores em que não houve sessão por falta de quórum, o projeto estava em pauta, hoje que todos os vereadores estavam presentes, o projeto também estava em pauta, o mesmo foi retirado de pauta. 

Duas coisas são certas, as sessões em que não houve sessão por falta de quórum, Ceará tinha que ter certeza que os oito vereadores seus aliados pudessem se fazer presentes nas referidas sessões para lhe garantir a maioria dos votos e impedir uma possível cassação de seu mandato de vereador. Outra coisa também é certa, que uma vez o presidente Feliberg coloque em pauta este projeto, o mesmo será voto vencido, pois hoje, com o afastamento do vereador Kell que é seu aliado, ele tem a minoria, já Ceará tem a maioria, com a posse judicial do suplente de vereador Sirley Mototaxi. 

Frases do tipo: “você mandar na sua casa, aqui quem manda é o povo”, e “aqui quem manda sou eu”, foram proferidas pelos parlamentares.  

A briga entre os dois grupos ainda vai longe.


Comentários

  1. Uma vergonha e ainda dizem q é uma casa de leis. Estar pior duquê um casa de meletriz

    ResponderExcluir
  2. Foram eleitos pra trabalhar ou pra brigarem que nem cachorro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE