PUBLICIDADE

MARANHÃO: CRIANÇA QUE CONTRAIU RAIVA MORRE APÓS QUASE UM MÊS INTERNADA


Paciente de apenas dois anos foi mordido por animal silvestre em Chapadinha.

Foi confirmada nesta quarta-feira (3), a morte da criança de apenas dois anos que contraiu o vírus da raiva após ser mordida por um animal silvestre, no povoado Santa Rita, em Chapadinha, a 250 km de São Luís.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) e o Hospital Universitário (HUUFMA), onde o paciente esteve internado durante quase um mês, divulgaram o falecimento através de notas. O caso foi confirmado no dia 6 de outubro pelo Instituto Pasteur e é o primeiro registrado no Maranhão nos últimos oito anos.

De acordo com o Centro de Informação Estratégico de Vigilância em Saúde do Estado, a criança sofreu uma agressão por um animal silvestre no povoado onde morava em Santa Rita. Segundo o avô da criança, Zacarias Vale, o animal que mordeu o bisneto se tratava de uma raposa.

Mas o que é a Raiva?

A raiva é uma doença aguda do Sistema Nervoso Central, que pode acometer todos os mamíferos, inclusive os seres humanos, caracterizada por uma encefalomielite viral e 100% letal, a partir do aparecimento dos sintomas.

É considerada uma doença importante pelas grandes perdas econômicas causadas pela morte de animais e seres humanos. Esta doença possui ciclos relacionados à saúde única, que envolve seres humanos, os animais e o meio ambiente. A doença possui quatro ciclos: o urbano, rural, silvestre e aéreo.

Prevenção de novos casos

Logo após a confirmação do registro de raiva, a SES informou que começou a tomar as medidas cabíveis através do Departamento de Zoonoses.

Segundo o órgão da saúde estadual, a vacinação contra a raiva em todas as pessoas do povoado onde a criança mora foi realizada durante o mês de outubro. Agentes comunitários de saúde também receberam treinamento sobre o diagnóstico da doença e protocolos de atendimento.

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), ressalta que é importante que qualquer agressão de animal em humanos, seja doméstico ou silvestre, seja comunicada à Secretaria Estadual de Saúde, bem como qualquer mordida de morcegos em animais herbívoros, sejam comunicados para realização do controle e prevenção da doença.

O IMPARCIAL

Comentários