PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE PARK

PUBLICIDADE PARK

AÇAILÂNDIA: OITAVO DIA DE GREVE DOS PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL, PREFEITURA SEGUE EM NEGOCIAÇÃO COM A CATEGORIA

Nesta segunda-feira, 28, completa oito dias da greve dos professores da rede municipal de ensino de Açailândia que iniciou no dia 17 de março. 

De acordo com informações, a prefeitura de Açailândia segue em negociação com a categoria.

Em entrevista à imprensa local na semana passada, a Secretária Municipal de Educação professora Karla Jannys e o procurador do Município Dr. Renan Sorvo, disseram que esperam a sensibilidade do sindicato da categoria SINTRASEMA para a realidade vivida pelo município, e possam ceder em algumas das reivindicações, para que ambas as partes possam chegar a um acordo, pois hoje o município não tem condições de arcar com o reajuste de 33,24% como reivindica a categoria. 

AÇAILÂNDIA: QUARTO DIA DE GREVE DOS PROFESSORES, SINDICATO E MUNICIPIO SEGUEM COM NEGOCIAÇÕES BEM AVANÇADAS

A sociedade espera que cheguem a uma solução para esse problema, pois os alunos estão sem aula e isso é prejudicial a todos. 

AÇAILÂNDIA: CONTRARIANDO DECISÃO JUDICIAL, PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL REALIZAM MANIFESTAÇÃO POR REAJUSTE SALARIAL DE 33%

Vale ressaltar que há uma decisão judicial contra o SINTRASEMA, proibindo a greve e multa diária no valor de R$20 mil reais caso a greve continuasse.


Comentários

  1. As tratativas com a negociação não andam porque a prefeitura não quer! Não adianta falar para todos os cantos que está de portas abertas para negociar, quando na realidade não está. São reuniões e mais reuniões desmarcada pela prefeitura. Se não há recursos, faça uso do parágrafo 1° do art. 4° da Lei do Piso, n° 11.738/08, e peça complementação a União. O país é obrigado a cooperar com os recursos caso o ente comprove a incapacidade de cumprir com o piso.
    Açailândia não paga o piso salarial nacional de 2022 que está em R$ 3.845,63. Açailândia paga o piso salarial nacional referente ao ano de 2020 que está em R$ 2.886,24.
    Falar que não há recursos e não comprovar é o mesmo que nada.

    ResponderExcluir
  2. As tratativas com as negociações não andam porque a prefeitura simplesmente não quer! Não adianta falar para todos os cantos que está de portas abertas para negociar, quando na realidade não está. São reuniões e mais reuniões desmarcadas pela prefeitura. Se não há recursos, faça uso do parágrafo 1° do art. 4° da Lei do Piso, n° 11.738/08, e peça complementação a União. O país é obrigado a cooperar com os recursos caso o ente comprove a incapacidade de cumprir com o piso.
    Açailândia não paga o piso salarial nacional de 2022 que está em R$ 3.845,63. Açailândia paga o piso salarial nacional referente ao ano de 2020 que está em R$ 2.886,24.
    Falar que não há recursos e não comprovar é o mesmo que nada.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICIDADE WIZARD

PUBLICIDADE WIZARD

PUBLICIDADE SKIL

PUBLICIDADE SKIL