PUBLICIDADE

PUBLICIDADE PARK

PUBLICIDADE PARK

AÇAILÂNDIA: PROFESSORA E ALUNA DA UEMASUL GANHAM PRÊMIO "15 ANOS DE POLITICAS PÚBLICAS PARA MULHERES"

Artigo que conquistou o 3º lugar na categoria Autonomia Econômica, é fruto de monografia desenvolvida no curso de Letras Licenciatura em Língua Portuguesa e Literaturas, do CCHSTL, campus Açailândia.

O artigo inédito “Do preparo no pé do toco ao encoivaramento: as técnicas de cultivo das mulheres camponesas do assentamento Francisco Romão (Açailândia-ma)”, que tem como autora a acadêmica Ana Raquel de Sousa Rocha, e coautora a professora Gabriela Guimarães Jeronimo, conquistou o terceiro lugar do Prêmio 15 Anos de Políticas Públicas para Mulheres, na categoria Autonomia Econômica. O artigo tem origem na monografia de Ana Raquel, defendida no dia 11 de fevereiro, com orientação da professora Gabriela.

A cerimônia de premiação aconteceu no Dia Internacional da Mulher, 08 de março, em São Luís, com a presença do Governador Flávio Dino. O prêmio foi uma iniciativa da Secretaria de Estado da Mulher (SEMU), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA). 

Ana Raquel participou da cerimônia e contou que “a princípio foi um momento de muita alegria e emoção, em seguida veio a reflexão e o sentimento de que nós estávamos vendo o fruto do nosso trabalho”, mas para ela algo ainda mais importante estava acontecendo ali. “Estávamos levando o nome, história e memória, mostrando a representatividade de mulheres camponesas da Região Tocantina do Maranhão. Então foi uma situação muito especial, por estarmos levando representatividade à essas mulheres”, relembra Ana.

“Compartilhar aquele espaço com mulheres da pesquisa foi um momento de muito empoderamento e sororidade na nossa luta contra o machismo, a misoginia e o patriarcado. Foi também um momento empoderador para a área de ciências humanas, especificamente o curso de Letras e os estudos que são desenvolvidos na área de Lexicologia.”, destaca a professora Gabriela Jerônimo.

O edital de regulação do prêmio teve como público alvo mulheres com residência fixa e atuação no estado do Maranhão. Neste sentido, as concorrentes deveriam submeter artigos técnico-científicos inéditos. Dos 18 artigos selecionados para a final, 10 foram premiados com troféu, certificado e prêmio em dinheiro. Os artigos eram divididos em três temáticas: Igualdade de Gênero, Combate à Violência Contra a Mulher e Autonomia Econômica.

Os 10 artigos premiados terão ainda a sua publicação realizada como capítulos do livro “Semu 15 anos: os avanços das políticas públicas para mulheres nos últimos 15 anos no Estado do Maranhão”, que será lançado em comemoração aos 15 anos da Secretaria de Estado da Mulher. Os artigos passam agora por revisão final e edição da coletânea para publicação.

PESQUISA

O trabalho de conclusão de curso intitulado “O campo também sou eu: uma análise lexical sobre os saberes da terra em narrativas de mulheres camponesas do assentamento Francisco Romão (Açailândia-ma)” consistiu em pesquisar, de forma qualitativa, o vocabulário das técnicas de cultivo utilizado por mulheres camponesas. O estudo promoveu entrevistas com dez mulheres de idade entre trinta e sessenta anos, com o objetivo de entender o processo de nomeação das coisas, a relação entre léxico e cultura, por meio das memórias de mulheres ouvidas, além de contribuir para a construção do acervo historiográfico do assentamento.

Com a conclusão da pesquisa foi possível observar que a relação das mulheres com o campo, que foram ouvidas, “é atravessada pela cultura, história e memória, de forma que todos esses aspectos puderam ser vislumbrados desde a pesquisa de campo às análises do corpus”.

O estudo está situado em linhas de pesquisa de dois grupos da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL). Encontra-se na linha de pesquisa Decolonialidade, Literaturas e Estudos Linguísticos, do Grupo de Estudos e Pesquisas Multidisciplinares da Região Tocantina do Maranhão (GPEM) e também na linha de pesquisa Léxico, Antropologia e Memória, do Grupo de Estudos e Pesquisas Transdisciplinares em Literatura, Linguística e Humanidades (LLEHUT).

FONTE: UEMASUL

Comentários

PUBLICIDADE WIZARD

PUBLICIDADE WIZARD

PUBLICIDADE SKIL

PUBLICIDADE SKIL