PUBLICIDADE

PUBLICIDADE PARK

PUBLICIDADE PARK

AÇAILÂNDIA: VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER É TEMA DE RODA DE CONVERSA

As formas de violência contra mulher, as medidas protetivas de urgência e crimes contra a mulher no contexto da Lei Maria da Penha foram os temas abordados durante uma Roda de Conversa realizada em Açailândia, através da 2ª Vara Criminal da comarca, nesta quarta-feira, 31. O local escolhido foi o pátio de uma empresa e o evento integrou a agenda do ‘Agosto Lilás’, que promoveu diversas ações semelhantes durante todo o mês e contou com a participação do Judiciário e de outros órgãos que compõem a Rede de Proteção à Mulher de Açailândia. A empresa escolhida para a Roda de Conversa foi a Lucena, que presta serviços de transporte para a Vale. 

De acordo com a juíza Selecina Henrique Locatelli, titular da 2ª Vara Criminal de Açailândia, a experiência foi de grande valia: “Falamos aos trabalhadores da empresa sobre esta temática tão importante. As cerca de 60 pessoas que participaram da conversa no pátio da empresa escutaram um pouco sobre a relevância da Lei Maria da Penha, bem como quais as formas de violência praticadas contra a mulher”, observou a magistrada. Além da roda, foi distribuído um material aos participantes, a saber, a cartilha “Aprendendo com Maria da Penha no Cotidiano”, produzida pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Maranhão (CEMULHER). Por fim, todos participaram da ginástica laboral, sob orientação do SESI.

A juíza ressaltou que, durante todo o mês de agosto, diversas ações foram realizadas, em alusão ao ‘Agosto Lilás’, com a participação do Poder Judiciário, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil – Subsecção Açailândia, e CRAM – Centro de Referência e Atendimento à Mulher, órgãos que integram a Rede de Proteção à Mulher de Açailândia. Entre essas ações, palestras e rodas de conversas, realizadas em escolas, igrejas, assentamentos de reforma agrária, dentre outros locais. “Temos uma rede de proteção forte e atuante em Açailândia, que busca aproximar os cidadãos dos seus direitos e deveres, relativos à Lei Maria da Penha”, destacou Selecina.

ENFRENTAMENTO

O Agosto Lilás é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre a necessidade do fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.

Além de estimular a conscientização da sociedade para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a mulher, por meio da iluminação de prédios públicos com luz de cor lilás, o objetivo da proposta é orientar e difundir as medidas que podem ser adotadas, judicial e administrativamente, bem como informar quais órgãos e entidades envolvidos, redes de suporte disponíveis e canais de comunicação existentes. O projeto também estimula a promoção de debates e outros eventos sobre as políticas públicas de atenção integral à mulher em situação de violência.

ASCOM/TJMA

Comentários

PUBLICIDADE WIZARD

PUBLICIDADE WIZARD

PUBLICIDADE SKIL

PUBLICIDADE SKIL