SKILL.ED - AÇAILÂNDIA

NOVEMBRO AZUL - PREFEITURA DE AÇAILÂNDIA

MARANHÃO: REVIRAVOLTA NO CASO DE MENINA DE 12 ANOS QUE MORREU EM TERREIRO DE MACUMBA

A menor, Wilkelly Cardozo, não estava grávida, aponta o laudo do IML de Timon.

A Polícia Civil recebeu o laudo do corpo da adolescente, Wilkelly Cardozo, de 12 anos, que morreu em um terreiro de umbanda na zona rural de Joselândia/MA. O que chamou atenção é a informação de que ela não estava grávida.

Em decorrência da nova informação, muda bastante o curso das investigações. Em vez de duplo homicídio, a investigação vai trabalhar homicídio simples.

- Não existe o feto, então tem apenas uma vítima de homicídio doloso;

- O rapaz de 22 anos, que estava sendo suspeito de ter engravidado a menor, também deve ser retirado do processo investigatório;

- O ritual do aborto era o suposto motivo, que levou a morte da menor;

Agora, vários agravantes nessas investigações deixaram de existir. A investigação vai descobrir o que aconteceu naquela noite no interior de um salão de umbanda, que ocasionou a morte de uma adolescente de 15 anos. As informações da mãe e do Pai de Santo relataram que a menina estava grávida de um jovem também filho de santo; essa gravidez não seria aceitável nas leis daquela religião e por isso foi realizado um suposto ritual abortivo na menor. Ao ingerir ervas, ela passou mal, foi levada para o hospital, mas não resistiu e foi a óbito.

RELEMBRE O CASO

MARANHÃO: ADOLESCENTE DE 12 ANOS, MORRE APÓS REALIZAR ABORTO ILEGAL EM UM TERREIRO

A mãe da menor e o pai de Santo estão custodiados em uma unidade prisional em São Luís.

Fonte: @carlinhosdoblog

Comentários

PUBLICIDADE ATEX TELECOM

PUBLICIDADE ATEX TELECOM

CÂMARA MUNICIPAL DE AÇAILÂNDIA

WIZARD BY PERSON - AÇAILÂNDIA